Início > Internet, Utilidades > Redes Sociais – Use com moderação

Redes Sociais – Use com moderação


Estava eu pensando em algo para escrever, quando surgiu a idéia devido a um post que li do profwar, que fala sobre as previsões da Gartner( empresa renomada de consultoria) até 2015 para o futuro da tecnologia da informação.

O post é muito interessante e em um dos trechos dele fala que até 2012, o Facebook vai se tornar uma espécie de hub para integração de redes sociais e socialização Web por meio do Facebook Connect e outros mecanismos similares, o Facebook dará suporte e terá papel fundamental no desenvolvimento da web social distribuída e interoperável. Fala também que outras redes sociais (incluindo o Twitter) vão continuar a evoluir, buscando maior adoção e especialização com áreas de comunicação e conteúdo, mas o Facebook representará um denominador comum a todas elas.

Ai eu estava pensando nisso!!! Quando dei de cara com essa noticia

Israel aborta ação militar que vazou no Facebook, diz rádio

Soldado divulgou detalhes da operação na rede social.As Forças Armadas não se manifestaram oficialmente sobre o caso.

Os militares israelenses cancelaram uma ação em território palestino depois que um soldado divulgou detalhes, inclusive hora e lugar, no site de relacionamentos Facebook, disse a Rádio do Exército nesta quarta-feira (3).

O soldado, já dispensado das funções de combate, descreveu em uma atualização de status como sua unidade planejava uma “limpeza” (operação de prisão de militantes) numa parte da Cisjordânia, e acabou denunciado às autoridades militares por “amigos” da rede, segundo a rádio.
As Forças Armadas não se manifestaram oficialmente sobre o caso.

Israel diz que suas incursões na Cisjordânia visam à captura de militantes suspeitos de planejarem atentados contra Israel. A Autoridade Palestina afirma que essas operações dificultam o seu próprio trabalho de impor a lei e a ordem no território.

Isso só me fez lembrar de uma reportagem que eu li a algum tempo atrás onde falava que as guerras agora serão travadas de maneira virtuais, entre os hackers de cada país tentados derrubar a infra-estrutura de rede adversária.

Fico pensando até onde vai a dependência de nós usuários, pois já vi uma reportagem no G1 que falava que uma mãe postou mensagens falando sobre o afogamento de um de seus filhos no momento em que o mesmo estava sendo socorrido em sua casa. Sinceramente essa foi dura de engolir

Detalhe é que já tinha um tempinho que eu tinha visto essa reportagem, ai fui procurar ela pra poder linkar aqui e dei de cara com outra e tive uma grande surpresa, descobri que os correios de todo o mundo vão fechar as portas. Calma galera sem pânico, isso é apenas uma estimativa que eu estou fazendo, o porque eu lhes digo agora, descobri nessa minha pesquisa que hoje em dia o twitter está fazendo as vezes dos carteiros, pois um presidente executivo da SUN, Jonathan Schwartz, anunciou sua demissão via twitter, ou seja agora não precisa mais mandar uma carta e talz você escreve no twitter e todo mundo vê.

Teve outro caso interessante!!!

Um homem foi preso por suspeita de terrorismo após dizer no Twitter que explodiria uma bomba no aeroporto Robin Hood, em Doncaster, no Reino Unido. Paul Chambers, de 26 anos, publicou a mensagem no serviço de microblog após uma nevasca atrasar o seu voo para a Irlanda. Os policiais pegaram o Paul e passaram 7 maravilhosas horas com ele numa sala de interrogatório. Com isso fica a lição “cuidado com o que você escreve e põe na rede, pois tudo que você disser e postar será usado contra você no tribunal.

O mais legal é que ainda faltava mais uma surpresa, e pra fechar com chave de ouro:

Forças armadas dos EUA permitem Twitter e outras redes sociais

Alguns sites eram bloqueados nos computadores de trabalho. Pentágono quer interagir com membros das forças armadas nas redes.

O Pentágono autorizou o uso do Twitter, Facebook e outros sites da Web 2.0 pelas Forças Armadas dos Estados Unidos, alegando que os benefícios da mídia social superam as preocupações de segurança.

A decisão, que surge em um período de preocupação renovada com a segurança da computação, se aplica apenas às redes militares não sigilosas.

Mas pode significar mudança considerável para grande proporção das forças armadas, o que inclui os fuzileiros navais, que haviam adotado proibições seletivas a sites de mídia social nos computadores de trabalho da corporação.

O Departamento da Defesa também tem restrições em vigor desde 2007 ao acesso a certos sites que consomem muita banda, como o YouTube.

“O propósito dessa norma é reconhecer que precisamos tirar vantagem das capacidades que a Internet oferece. Essas ferramentas de Web 2.0 precisam ser parte daquilo que utilizamos”, disse David Wennergren, secretário assistente da Defesa, à Reuters.

“E aquilo que tínhamos eram abordagens inconsistentes. Alguns sites eram bloqueados, e alguns comandos bloqueavam coisas”, acrescentou.

Oponentes têm receio de vazamentos

A mídia social é cada vez mais importante nas forças armadas dos EUA. O almirante Mike Mullen, chefe do Estado-Maior Conjunto e principal comandante militar dos EUA, usa o Twitter e tem mais de 16 mil seguidores.  Mandou bem Almirante, vai ser popular assim lá nos ESTADOS UNIDOS.


O Comando Sul dos EUA também ofereceu atualizações operacionais via Twitter sobre as atividades de assistência no Haiti.

O secretário da Defesa dos EUA, Robert Gates, de 66 anos, disse que deseja usar a mídia social para ajudar o Pentágono a interagir com os integrantes das forças armadas do país, muitos dos quais jovens na casa dos 20 anos.

Mas os oponentes da decisão mencionaram o risco de vazamento de informações, de abertura de entradas para hackers e de uso excessivo da preciosa banda disponível na rede do Departamento da Defesa.

A nova regra determina que os comandantes ainda terão de se defender contra ataques de hackers e bloquear o acesso online a sites de pornografia, jogos de azar e que promovam “atividades relacionadas a crimes de ódio”.

AGORA UM MOMENTO DE REFLEXÃO SOBRE O QUE LI E POSTEI

Pois é galera até onde vai essa dependência, eu mesmo já falei aqui e talvez esteja sendo até repetitivo, não sou contra nenhum tipo de rede social, mas o que vejo muito por aí é o mal uso, aliás se é bom ou mal depende do ponto de vista e dos olhos de quem vê, pois o que eu combato é o fato de muitas pessoas utilizarem a ferramenta para ficar se exibindo seja com bens materiais, ou exibição pura e simplesmente gratuita de si mesmo, num giro pelo orkut você pensa duas vezes em querer ser pai, pois o que mais vemos é meninas que começaram formar seus corpos e ter seus contornos, que logo que percebem as mudanças já vão logo tirando fotos de shortinho, biquini e por ai vai, depende da criatividade de cada uma. Isso pra os milhares de pedófilos a solta nesse mundão, é um prato cheio.

Sinceramente eu fico a pensar o que passa na cabeça dessas meninas, que valores estas meninas estão recebendo, que tipo de educação elas recebem de seus pais ou que ambientes ela andam frequentando, mas ai você refletindo um pouquinho percebe que isso está no nosso dia a dia, no carnaval as mulheres ficam semi ou totalmente nuas e faltam pouco deixar as câmeras fazerem seus exames ginecológicos, as famosas quando começam a perder seu destaque na mídia tratam de ir logo a uma praia com biquinis minusculos ou topless, propagandas de seja o que for, contanto que o publico alvo seja homens tratam logo de colocar mulheres com corpos maravilhoso e de preferência de biquini para que assim consigam atingir o seu publico. E na maioria das vezes conseguem, afinal de contas ninguém é de ferro neh.

Até na rede diHITT, que descobri através do Gustavo do GF Soluções e diga-se de passagem é um site muito legal para divulgar blog, valeu Gustavo por mais essa dica.

Pois bem até lá, você confere isso, basta um garota postar um foto de biquini pra chover de comentários, e nem vou falar mal de quem comentou, pois eu mesmo não me controlei e comentei em algumas, como disse antes ninguém é de ferro. Mas o interessante dessa história é que a rede diHITT é feita para que as pessoas possam divulgar suas noticias, seus blogs, seus trabalhos, mas tem gente que ta querendo divulgar outro tipo de trabalho. Quem conhece a rede talvez saiba do que estou falando.

Mas o fato é que as redes sociais estão ai para serem usadas, mas o bom e o mal uso fica a cargo dos usuários e nesse quesito fica complicado fazer a gestão.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. 5 de março de 2010 às 09:03

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: