Arquivo

Archive for the ‘Informática’ Category

Robo controlado pelo pensamento

9 de junho de 2013 Deixe um comentário

Já não é mais exclusividade de filmes de ficção cientifica, pesquisadores franceses juntamente com uma equipe de pesquisadores japonêses desenvolveram a tecnologia que permite controlar um robo humanoide à distância atraves do pensamento.

Atraves das mudanças de fluxo sanguíneo que são ligados a atividade cerebral. O algoritmo desenvolvido pelos pesquisadores utilisa essas informações para aprender associando cada fluxo especifico para um determinado movimento.

Na experiência uma camera foi instalada no rôbo para permitir a visualização de garrafas de tamanhos diferentes que brilham em frequencias diferentes, quando um usuário se concentra em um objeto, os captores detectam a atividade cerebral, que será diferente de acordo com o brilho do objeto e o rôbo vai pegá-lo.

Para andar com o rôbo, setas ficam piscando em um tela e os captores detectam qual seta o usuário está concentrando para indicar a direção desejada.

De acordo com os pesquisadores, antes de tudo é preciso concentração e se esvaziar de pensamentos para que tudo possa correr bem.

O objetivo dos pesquisadores é alcançar o perfeito sincronismo entre o usuário e rôbo.

Fonte :Euronews

Anúncios

Um ataque com proporções gigantescas

1 de abril de 2013 Deixe um comentário

Se nos ultimos dias você achou que sua internet estava um pouco lenta e você começou a reclamar da sua provedora, muita calma nessa hora, pois pode ser que ela não esteja diretamente ligada a esta lentidão.

Segundo circulou pela net, os ataques visavam a empresa Spamhaus, que é responsável pela divulgação das listras negras de endereços de spam. Este ataque teria inclusive sobrecarregado a rede mundial, segundo Matthew Prince, da empresa americana de segurança digital, CloudFlare.

Spamhaus pediu uma ajuda da CloudFlare para poder combater o ataque, feito utlizando o método DoS, que consiste em sobrecarregar os servidores com milhares de requisições de acesso, fazendo assim com que o servidor não aguente a sobrecarga gerada pelos inumeros acessos e negue o serviço para todos saindo do ar. Segundo Prince, este foi um dos maiores ataques já registrados nesses ultimos anos.

Segundo Spamhaus, tudo começou após o aparecimento na lista negra fornecida por eles, o nome de um site holândes, Cyberbunker, que havia dito que o Spamhaus o havia descrito como um paraiso para os criminosos virtuais e spammers e que eles não tinham como provar o que haviam dito.

Fonte : RTL Info

Vírus bloqueia PC dizendo que usuário cometeu crime na internet

16 de abril de 2011 Deixe um comentário

Praga russa está traduzida pra 19 idiomas. Mensagem obriga usuário a discar número premium.

Para quem acha que alguns hackers não são criativos eis que uma praga russa pode mostrar a vocês simplesmente o quanto esses caras podem ser inteligentes e usar de varias art-manhas para conseguir enganar o usuário, um hacker russo criou uma praga que sequestra o PC e tenta convencer o usuário a discar um número premium (0900, no qual parte da tarifa é embolsada pelo dono da linha receptora da chamada) e este vírus está infectando PCs inclusive no Brasil.

Para atrair a atenção do usuário, a praga bloqueia o computador completamente e exibe uma mensagem dizendo que um crime foi cometido. Para se livrar da investigação policial, é preciso discar para o número informado e digitar o código fornecido pela chamada.

Tudo é falso – o que não quer dizer que a mensagem não assuste. O estudante Bráulio Misael Gomes, de 22 anos, foi infectado pelo vírus depois de desativar o antivírus devido a problemas com lentidão no PC. “Quando li as primeiras linhas fiquei surpreso mesmo. Pensei que tinha feito algo realmente fora da lei, afinal, a cada hora inventam uma lei nova e derrubam, então nunca se sabe”, conta o estudante.

No entanto, os erros de português e outros detalhes da mensagem deixaram claro que se tratava de um golpe. O sistema estava impossível de usar – nem a área de trabalho, nem o gerenciador de tarefas estavam acessíveis. Mas o computador iniciou normalmente no Modo Seguro do Windows, o que permitiu a restauração do sistema e o uso do antivírus. “Aí, tudo se resolveu”, relata Gomes.

A praga é conhecida dos fabricantes antivírus, que a detectam com uma variedade de nomes. É muito comum na Rússia, onde ganhou popularidade também nos celulares. Aliás, algumas das pragas exigem o envio de um SMS premium para desbloquear o computador – a resposta chega também por SMS, e o usuário pode digitar o código no computador para livrar-se da praga.

O diferencial da nova praga está na sua capacidade de usar uma grande quantidade de idiomas, inclusive o Português Brasileiro. Vírus desse tipo são conhecidos pela categoria de “ransomware” ou “software sequestrador”. Os mais agressivos criptografam os arquivos da vítima e exigem o pagamento do “resgate” para ter a chave que pode abri-los novamente.

Fonte: G1

Casa ‘high-tech’ controlada por celular ou iPad

29 de agosto de 2010 Deixe um comentário

Sistemas podem monitorar luz, som, TV e também nível de consumo de energia.

O mesmo aparelho usado para fazer ligações telefônicas, ouvir música, enviar mensagens de texto e acessar a internet agora também pode virar o controle remoto universal da sua casa. Mas, se você não quiser usar seu celular, pode carregar uma versão sem fio do interruptor de parede clássico, que passa a funcionar em qualquer lugar e em qualquer cômodo.

Na casa “high-tech”, os computadores passam a controlar automaticamente funções como iluminação, temperatura, som, televisão, câmeras de segurança e até o aquecimento da banheira de hidromassagem. Tudo a quilômetros de distância. As novidades e tendências desse mercado foram apresentadas na Expo PredialTec – Feira de Tecnologias Avançadas para Edificações, em São Paulo, durante os dias 18 e 19 de agosto.

“Cada vez mais as pessoas têm aparelhos como o iPhone e o iPad. Em vez de vender ao consumidor um controle caríssimo, é possível automatizar a casa com um dispositivo que ele já tem. E as interfaces estão mais amigáveis, acabando a dificuldade em usar”, diz o engenheiro José Roberto Muratori, membro fundador da Associação Brasileira de Automação Residencial (Aureside).

Tornar as interfaces mais amigáveis, até mesmo lúdicas, é uma das propostas da Neocontrol, uma das participantes da Expo PredialTec. Entre os controles apresentados pela empresa, estão um interruptor sem fio – que pode ser colocado na parede como um quadro ou mesmo carregado para diversos cômodos, com 80 metros de alcance – e um cubo que aciona a função desejada pelo cliente.

Um aplicativo para iPhone e iPad desenvolvido pela empresa permite controlar da intensidade da luz da sala ao aquecimento da água da banheira. Os sistemas são totalmente configuráveis de acordo com as necessidades do cliente, explica Gabriel Ubirajara, engenheiro da Neocontrol.

“No aplicativo, há ainda uma conversa entre o sistema da casa e a interface. Se alguém apagar a luz da casa, o dispositivo mostra que a luz foi apagada”, detalha. Uma das bossas do aplicativo é permitir o uso do iPad como dimmer: ao movimentar o aparelho de zero a 90 graus, muda a intensidade da luz.

Com a mesma proposta de mobilidade, a Kalatec Home apresentou seu sistema de automação 3NYX. Também totalmente configurável, ele apresenta as opções de controle baseadas na planta da casa. Ao escolher a função “iluminação”, é possível ver todas as lâmpadas acesas nos diferentes cômodos, por exemplo.

O controle pode estar na parede, em um aparelho touchscreen ou em dispositivos móveis – um dos pacotes pode incluir um tablet da Samsung com conexão Wi-Fi. A instalação do sistema, incluindo um tablet, custa a partir de R$ 4 mil. “Com o avanço da tecnologia, os produtos vão ficando cada vez mais acessíveis. Hoje, a pessoa gasta mais para fazer armário embutido e cozinha do que para automatizar a casa”, constata Muratori.

Quem se preocupa com os gastos dos eletrodomésticos, por questões ambientais ou financeiras, pode também instalar um programa que faz um controle do consumo de energia na casa. Com sensores ligados aos fios dos equipamentos, ele calcula os gastos e oferece gráficos comparativos com o consumo do dia, semana e mês. O serviço exposto pela Bticino também funciona com o sistema de água. A linha My Home ainda tem funções como acionar a irrigação do jardim em horários pré-programados, ativar cortinas e persianas e monitorar as câmeras de segurança.

O potencial de aplicações é inúmero, desde sistemas de segurança à sistemas para controlar os gastos, a criatividade é sem limites, cada dia mais a casa se torna um ambiente totalmente gerenciavél e progromável que poderá oferecer um conforto e segurança que outrora seria apenas visto em filmes holywoodianos.

Mas do meu ponto de vista o progresso da humanidade tem seu lado sombrio, pois nem tudo são só flores, imagina uma casa toda auto-controlada sendo invadida pelo “carinhas” que ficam na net apenas para fazer o mal. Um virus dentro desse sistema e casa não abre mais a porta, fica com o ar ligado em horas que não tem ninguem em casa apenas para a conta de luz vir alta e quando tem gente em casa tudo fica desligado. Genial como podemos virar refens de uma casa.

Mas veja o lado bom, com um celular nas mãos nem precisaremos mais levantar para fazer o almoço, ficaremos na frente da TV e a comida chegará quentinha na mesa da sala.

Progresso, agora falta mais o quê? Aguardemos as novas bugingangas.

Fonte: G1 Tecnologia

Vírus em pendrive foi usado para atacar rede do Pentágono

27 de agosto de 2010 Deixe um comentário

Comemorando o meu centésimo post, para muitos nada muito importante, mas para mim uma conquista pessoal, pois antes, não havia chegado nem a 50, em um outro blog que eu tinha.

Para comemorar trago uma noticia sobre um assunto no qual me sinto muito atraido, segurança e mais precisamente Hackers e Crackers com seus famosos ataques cibernéticos.

Ação de hackers ocorreu em 2008, diz subsecretário de Defesa dos EUA. Segundo ele, há mais de 100 grupos estrangeiros tentando atacar sistema.


Uma agência estrangeira de espionagem comandou o ataque digital de 2008 a computadores militares dos EUA, disse uma alta fonte do Pentágono, lançando uma luz sobre o que ele disse ser a mais significativa violação já ocorrida na segurança digital das Forças Armadas norte-americanas.

O subsecretário de Defesa William Lynn afirmou que o ataque ocorreu depois de um pendrive contaminado ser inserido em um laptop dos militares num quartel do Oriente Médio, carregando um código maligno na rede do Comando Central.

“Esse dado se espalhou sem ser detectado em sistemas sigilosos e não-sigilosos, estabelecendo o que equivalia a uma cabeça de ponte digital a partir da qual os dados podiam ser transferidos para servidores sob controle estrangeiro”, escreveu Lynn em artigo publicado na quarta-feira na revista Foreign Affairs.

“Este incidente previamente sigiloso foi a mais significativa violação já ocorrida dos computadores militares dos EUA”, acrescentou.

Lynn não disse de qual país eram os espiões responsáveis pelo ataque, mas afirmou que mais de cem organizações estrangeiras de inteligência tentam violar as redes dos EUA. “Alguns governos já têm capacidade para perturbar elementos da infraestrutura de informação dos EUA”, disse o subsecretário.

Todos os anos, segundo ele, “hackers” roubam de órgãos públicos, empresas e universidades dos EUA uma quantidade de dados que poderia encher várias vezes a Biblioteca do Congresso.
No caso dos ataques militares, a dificuldade de identificar os responsáveis faz com que a prática seja sedutora para governos hostis, e difícil de coibir por parte dos EUA.

“Os ataques cibernéticos oferecem um meio para que potenciais adversários superem as esmagadoras vantagens dos EUA no poder militar convencional, e que o façam de modos que sejam instantâneos e difíceis de localizar.”

Lynn relatou também que equipamentos falsificados já foram detectados em sistemas encomendados pelo Departamento de Defesa, o que é perigoso, porque os chips podem conter elementos operados remotamente.

“O risco de comprometimento no processo de fabricação é muito real, e é talvez a ameaça cibernética menos compreendida”, afirmou.

Ele alertou também para códigos malignos, como as chamadas “bombas de lógica”, que podem ser inseridos nos softwares na hora da programação.

Lynn disse que o ataque serviu de alerta ao Pentágono, que depois disso criou o Comando Cibernético e tomou medidas para reforçar as defesas digitais.

E eis que a temida guerra cibernética por vezes idealizada em produções cinematograficas ou em livros, começa a se aproximar, eu diria até que ela começou nos bastidores e neste exato momento estão travando-se batalhas gigantes, a Matrix está fervendo.

Parte disso também podemos dizer que se dá por culpa da globalização e grande aumento da infra-estrutura da internet e também pela inclusão digital, pois nem sempre os utilizadores estão totalmente preparados para o uso das tecnologias que são disponibilizadas.

Enfim, está alerta agora abrange céu, mar, terra e a internet para as tropas de defesa de muitos paises.

Fonte: G1 Tecnologia

Hacker indiano que identificou falha em urna eletrônica é preso na India

24 de agosto de 2010 Deixe um comentário

O Pesquisador Hari Prasad mostrou ser possível fraudar a eleição mesmo com o uso de urnas eletrônicas. Autoridades querem nome de fonte anônima que cedeu a urna.

Dez policiais invadiram a casa do ativista Hari Prasad, em Hyderabad , na Índia, neste sábado (21), em busca de informações sobre a fonte anônima que cedeu uma urna eletrônica para pesquisa realizada pelo hacker no início do ano. Prasad não revelou o nome da fonte e foi levado a Mumbai – uma viagem de 14 horas – e acabou preso. Os policiais admitiram estar “sob pressão”, de acordo com uma conversa por telefone de Prasad com o colega J. Alex Halderman, professor na Universidade de Michigan.

Prasad e Halderman trabalharam juntos em um estudo que mostrou como uma urna eletrônica indiana poderia ser modificada para fraudar uma eleição. Eles também conseguiram fazer com que a urna pudesse ser controlada remotamente por um celular. As modificações propostas pelos pesquisadores seriam difíceis de notar.

Halderman é o mesmo pesquisador que mostrou este mês ser possível instalar o jogo Pac-man em urnas usadas nos Estados Unidos.

A pesquisa foi realizada com uma urna enviada a Prasad por uma fonte anônima em fevereiro. As autoridades indianas não permitem testes com as urnas, alegando que elas são “invulneráveis”, apesar das suspeitas de fraudes nas eleições do país.

Os resultados deixaram políticos e cidadãos em dúvida a respeito do sistema de votação eletrônica indiano. Houve quem pediu que o projeto inteiro das máquinas fosse abandonado. Segundo os especialistas, 16 partidos políticos mostraram preocupação com o uso de sistemas eletrônicos para contabilizar os votos.

Para quem pensava que urnas eletrônicas eram aprova de fraudes, eis que o nosso amigo prova que com um celular podemos acessá-las remotamente e utilizá-las como bem entender.

Depois que o Mundo está na rede, é impossível dizer que algo é impossível de se fazer.

Fonte : G1 Tecnologia

Ringtones contra alergia e para entender seu cachorro

21 de abril de 2010 1 comentário

A ultima descoberta no ramo dos ringtones Telefônicos chega em uma boa época juntamente com a chegada de uma das mais belas estações que é a primavera, mas que coincide também com a chegada de muitas alergias por causa do polén.

O fabricante, que fica em Toquio, afirma que sua mais nova invenção pode aliviar os desconfortos da alergia se o celular for colocado próximo ao nariz. Segundo o seu inventor, Matsumi Suzuki, o ringtone emite ondas que quebram as particulas de polén que ficam depositadas nas narinas.

A empresa Indes Corporation, encarregada de comercializar o produto, adverte que os resultados podem variar de acordo com cada tipo de usuário.

“Não existe garantia alguma dos beneficios reais em termos de saúde” declarou um porta voz da empresa, acrescentando, contudo que o número de downloads do ringtone contra a alergia já é 3 vezes maior do que para outros produtos do catalogo da empresa.

Tradutores para cachorros

O laboratório de Matsumi Suzuki propõe também ringtones para perder peso, para largar o cigarro, aliviar problemas nas costas e até mesmo, acreditem se quiser ringtones para atrair pessoas do sexo oposto.

Eles também criaram um gadget chamado “Bowlingual”  que traduz os latidos dos cachorros para a linguagem humana. Nossa meu Snoopy vai ficar muito feliz com essa noticia!!!

O gadget comercializado pelo fabricante Takara Tomy  desde 2002 é constituído de uma combinação de um telefone e de um micro fixados na coleira do cachorro que permite identificar 6 emoções, felicidade, tristesa e frustração e emite frases simples como “Brinca comigo” para aqueles que criam gatos existe também uma versão para os felinos.

Fonte: 20 Minutes