Arquivo

Archive for the ‘Perl’ Category

Criando um Hash com Perl

24 de dezembro de 2009 Deixe um comentário

Um hash representa uma coleção de pares de chave/valor:

Para o nosso exemplo vamos pegar um conjunto de chaves com nomes de carros e a eles atribuiremos o seu fabricante.

my %Modelos_de_carros=(“Gol”, “Volkswagen”, “Palio”, “Fiat”, “Ka”, “Ford”, “Corola”, “Toyota”);
%Modelos_de_carros=(
Gol => “Volkswagen”,
Palio => “Fiat”,
Ka => “Ford”,
Corola => “Toyota”,

);

print $Modelos_de_carros{“Palio”};

O valor de saida será => Fiat

Calculando a potência e a raiz de uma sequência de números

23 de dezembro de 2009 Deixe um comentário

Calculando a potência e a raiz de uma sequência de números 1 – 9.

for($i=0;$i<=9;$i++){
$quadrado=$i*$i;
push(@Valor, $quadrado);

}

for($i=0;$i<=9;$i++){
push(@Raiz,sqrt($Valor[$i]));

}
print(” @Valor \n”);
print(” @Raiz \n”);

Graças ao uso da função push() podemos colocar o valor $quadrado para dentro do nosso array @Valor e para a raiz quadrada o procedimento faz uso da mesma função push() para enviar os valores para o array @Raiz, extraindo a raiz quadrada “sqrt” valor por valor do nosso array Valor.

Programando com Perl – Utilizando uma IDE

23 de dezembro de 2009 Deixe um comentário

Pra quem ta interessado em Perl e quer começar a brincar com essa linguagem, eu preferi pegar alguma IDE legal, catando pela net achei algumas dicas mas a que eu resolvi investir foi a aplicação do Plugin para p Eclipse, aqui segue um pequeno tutorial para deixar o Eclipse funcionando para rodar com Perl.

Antes um pouco de cultura…

O Perl é uma linguagem de programação de uso geral, que foi originalmente desenvolvida para manipular textos, mas que agora é utilizada para uma infinidade de tarefas incluindo administração de sistemas, desenvolvimento web, programação de redes, desenvolvimento de interfaces gráficas, e muitos outros.

A linguagem foi escrita para ser prática (fácil de utilizar, eficiente, completa) ao invés de bonita (pequena, elegante, mínima). Tem como suas maiores características: a sua facilidade de uso, que inclui o suporte tanto para programação procedural quanto para programação orientada à objetos, tem um poderoso suporte incluso na linguagem para processamento de textos, e uma das maiores coleções de módulos escritos por terceiros, o CPAN.

Outras definições do Perl são dadas em the perl manpage, the perlfaq1 manpage e em muitos outros lugares.

Para começar a brincar em Perl, rodei um bocado para achar umas informações sobre uma IDE, ou algo do tipo para quem ta começando, o fato é que vc encontra muita coisa, mas as vezes pode ficar um pouco perdido, como finalemente encontrei uma maneira de me divertir um pouco com Perl, vou colocar o modo como estou fazendo.

O fato é que se vc vai começar e tem uma distrib. Linux tudo pode ser bem mais facil, no meu caso como tinha que instalar em um xp, tive que ralar mais um pouco. Mas existem algumas IDEs que rodam no win, como Perl Express. Numa pesquisa na net descobri que com o Eclipse poderia programar Perl, então depois de muitas tentativas com algumas sugestões do oraculo da net cheguei ao obejtivo pretendido e pessoalmente fiquei mais interessado em fazer via eclipse, pois ja utilizo o mesmo para aprender um pouco de Java. E como ele da suporte para o Perl aqui vamos nós.

O IDE para rodar junto com Eclipse é o EPIC – Perl Editor and IDE for Eclipse e para o utilizarmos iremos precisar do Eclipse Classic (atual), que você encontra em http://www.eclipse.org/downloads/

Precisam de um compilador de Perl, aqui fica a dica de 2, que são :

ActivePerl -> http://www.activestate.com/activeperl/

StrawberryPerl -> http://strawberryperl.com/

Precisa também é claro… ter o java instalado para correr o eclipse.

Após ter instalado o eclipse, executem o “eclipse”, definam a pasta do workspace. Onde bem entenderem o cliente é quem manda.

Agora para adicionar o IDE, vamos a “Help”>”Install new Software…” e onde diz: “work with:” preencham com o seguinte link : http://e-p-i-c.sf.net/updates .

Onde diz “name” irá aparecer uma checkbox a dizer pending, carreguem nela e esperem, seleccionem depois o que irá aparecer “Epic Main Components” e façam next, escolham EPIC, e façam next.

Após temos que reiniciar o Eclipse, após voltaremos novamente ao eclipse vamos a Window> Open Perspective > Other e finalmente escolham Perl.

A partir deste momento já podem programar em Perl a partir do eclipse.

Para tal devem ir a File > New > Perl Project e dêem o nome do projecto.

Já no projeto, fazem botão direito do rato e escolhem : New > Perl File e quando derem o nome assegurem-se de escrever a extenção (no caso do perl é .pl).

Boas programações.

Continuando com o Perl…

22 de dezembro de 2009 Deixe um comentário

Agora vamos percorrer um array

@a=(‘cachorro’, ‘gato’, ‘enguia’ , ‘egua’ , ‘jumento’ , ‘tubarão’);
foreach $b (@a)
{
print $b, “\n”;
}

O foreach percorre todo o array @a até chegar o fim cada valor do array @a é então colocado no novo array @b.

Outra maneira de percorrer o Array,

for($i=0; $i<=$#a; $i++)
{
print $a[$i], “\n”;
}

O nosso for vai começar em i=0, a sintaxe é bem parecida com a do for do C, fazemos então o nosso for ir de “0” até o ultimo valor do array @a que será o valor $#a que conforme já vimos é o ultimo valor do nosso array.

Vamos agora criar um array de números:

@numeros=(1,2,4,7,3,9,6);

my @ordenados = sort @numeros;
print “@ordenados \n”;

O nosso novo array @ordenados já é ordenado através do uso da função “sort”

Para inverter o array façamos da seguinte forma:

my @invertidos = reverse @ordenados;
print “@invertidos \n”;

Nessa estrutura a nossa função “reverse” se encarrega de inverter nosso Array.

Categorias:Perl, Programação Tags:, , ,

Perl primeiros passos – Let’s GO

20 de dezembro de 2009 Deixe um comentário

Opa, iniciando as postagens com a parte de programação, na verdade pegando do meu outro blog algo que já tinha feito, em carater inicial e experimental com o Perl, então como já era de esperar vamos ao bom e velho:
Alô mundo

Vamos saber um pouco mais sobre o Perl:

linguagem de programação multiplataforma, usada em aplicações de missão crítica, destaca-se o seu uso no desenvolvimento de aplicações web. Permite a criação de programas em ambientes UNIX, MSDOS, Windows, Macintosh, OS/2 e outros sistemas operacionais. Também é muito utilizada para programação de formulários www e em tarefas administrativas de sistemas UNIX (onde a linguagem nasceu e se desenvolveu), possui funções eficientes para manipulação de textos.

Para maiores informações: Clique aqui!!!

Um programa ou script Perl consiste em um ou mais comandos. Onde cada comando é simplesmente escrito no script, um após o outro. Não há necessidade de existir uma função main() ou algo do tipo. Os comandos Perl são finalizados
com um ponto-e-vírgula:
print “Alo, mundo”;
Os comentários inicializam com um sustenido (#)
# Isso aqui é um comentário

Caso não esteja enganado, tem uma linguagem bem direta, algo que me fez lembrar meus primeiros passos com o Python, primeiros passos que infelizmente ficaram so nos primeiros, mas quem sabe um dia, eu volto a caminhar nessa linguagem.

Agora vamos ver um simples programa para adicionar 2 números:

$a = 3;
$b = 2;
$c = $a + $b;
print $c;
$_, que é a “variável padrão”. Ela é utilizada como o argumento padrão para um grande número de funções no Perl, e é atribuída implicitamente em algumas construções de iteração.

A variável scalar representa um único valor:
$animal = “camelo”;
$resposta = 42;

Valores de variáveis scalar podem ser strings, inteiros ou números com
ponto flutuante. O Perl irá converter entre os tipos de acordo com a necessidade. Não é necessário pré-declarar os tipos de suas variáveis. Variáveis scalar podem ser utilizados de diversos modos:
print $animal;
print “O animal e’ $animal\n”;
print “O quadrado de $resposta e’ “, $resposta * $resposta, “\n”;

Uso do comando if
$x=7;
$y=8;

if ($x==$y){print “x é igual a y”}
else {print “x é diferente”};

Array
#Um array representa uma lista de valores:
O índice inicial de uma variável array é zero (0).
Esta é a maneira que você extrai elementos de um array:

@animais = (“camelo”, “lhama”, “coruja”);
print ” o primeiro animal é $animais[0]\n o segundo é $animais[1]”;
A variável especial $#array informa o índice do último elemento
de um array:
print $animais[$#animais];
Para extrair diversos valores de uma variável array:
@animais[0,1];                         # devolverá (“camel”, “llama”);
@animais[0..2];       # devolverá (“camel”, “llama”, “coruja”);
@animais[1..$#animais];         # devolverá todos exceto o primeiro elemento

Isto é chamado de “array slice”.

print ” @animais[0..2]\n”;